Um caso perdido (Hopeless)

20140705-121730-44250441.jpg
“É preciso amar, as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar, na verdade não há” – Renato Russo
Resolvi começar essa resenha com um pedaço dessa musica que tanto amo, pois penso que esse livro é exatamente sobre isso, amar como se não houvesse amanhã.
“Um Caso Perdido” , em inglês “Hopeless”, escrito pela Colleen Hoover é um romance que se enquadra no novo estilo de literatura que vem surgindo no século XXI, o Young Literature. Esses livros são voltados para o público jovem, que apesar de ainda gostarem das histórias da literatura infanto-juvenil, vem buscando algo com uma escrita mais adulta, apesar de ainda não se identificarem com as histórias do mundo adulto.
Se eu fosse fazer uma chamada em alguma revista para esse livro, eu diria que é sexy, com muito romance e um caso de mistério. Esse livro possui uma carga emocional tão grande, que muitas vezes é preciso parar de ler para conseguir respirar.
Eu dividiria a história em duas partes: a primeira apresentando a descoberta de um amor esquecido, mas que ao ser lembrado causa emoções muito fortes, uma história que demostra o quanto que o destino as vezes brinca com a gente, mas a pesar das voltas que a vida nos faz, se algo é para ser mais cedo ou mais tarde vai acontecer.
A segunda parte seria como que a confiança nesse sentimento tão forte, pode fazer com que superemos coisas muito antes inimagináveis. Aprendendo a se conhecer através de outro, criando coragem para superar obstáculos pois “as coisas que nos derrubam na vida são testes, esses testes nós fazem escolher entre desistir, ficar causa no chão ou sacudir a poeira e se levantar com ainda mais firmeza que antes.”
O enredo do livro gira em torno de Sky e Holder, dois adolescentes de 17 e 18 anos respectivamente que precisam enfrentar o passado para compreender o presente e seguir em frente. O livro apresenta uma mistura de sentimentos tão intensa que se assemelha a se apaixonar, se gostar e amar ao mesmo tempo, ou como diz o Holder, se “gamar” ou melhor, q viver. (gostar (like) + amar (love) = gamar (live).
Como esse trocadilho, o livro apresenta muitos outros, o que em minha opinião, há uma certa genialidade da autora, uma capacidade de trabalhar com as palavras de uma forma tão poética que é impossível não tem um encaixe completo. Infelizmente, algumas partes desses trocadilhos se perderam ao traduzir para o Português, então, recomendo que ao longo da leitura traduzam algumas partes para o inglês, garanto que não vai se decepcionar.

Anúncios

Um pensamento sobre “Um caso perdido (Hopeless)

  1. Pingback: Meta de Leitura 2015 | Literário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s