As Vantagens de Ser Invisível

IMG_2231

SPOILER SOBRE O ENREDO NA CARTA

Caro Charlie,

Depois de ler todas as suas cartas eu não poderia deixar de lhe responder. Você não me deu o seu endereço por não querer que eu sabia que é, e eu entendo. Exatamente por isso que eu estou respondendo através desse site. A internet nos permite continuar anônimos. Provavelmente você não tinha acesso a ela em 1992, ou como eu pude perceber ao longo de suas cartas, preferia a velha maquina de escrever do que um computador.
Queria agradecer por ter me permitido te conhecer um pouco. Por ter visto que até as pessoas mais diferentes, tem suas historias e elas podem sim ser especiais.
Espero que você esteja bem. Que já tenha começado a escrever seus livros. Eu estou escrevendo os meus. Espero que sua irmã tenha encontrado um cara legal, que cuide bem dela. Espero que seu irmão esteja jogando profissionalmente. Espero que o Patrik tenha conhecido um cara legal, que o faça se sentir especial. Espero que a Sam esteja bem, e que vocês estejam juntos. Adoro a historia de vocês e a forma com que você a ama.
Fique bem Charlie. Me escreva novante quando quiser desabafar. Estarei aqui para ouvir os seus problemas e entende-los, como sempre os entendi.

Com  amor,

Seu amigo.

FIM DO SPOILER ALERT

Quis começar essa resenha com uma carta ao personagem principal desse livro que se tornou um dos meus favoritos, “As Vantagens de Ser Invisível”. Conheci o livro por conta do filme protagonizado pelo Logan Lerman (Percy Jackson e Nóe) e pela Emma Watson (Harry Potter), além de contar com Nina Dobrev (The Vampire Diaries) e Ezra Miller.

O livro, escrito pelo Stephen Chbosky, lançado em 1999 ganhou fama por conta do filme, entretanto tem um enorme valor como obra. Primeiramente, porque ao contrário das narrativas comuns, “The Perks of Being a Wallflower” (título em Ingles do “As vantagens de ser invisível) é escrito em forma de carta.

Charlie, o protagonista, tem problemas de se enturmar e então descobre através da escrita um refúgio. Entre os anos de 1991 e 1992, Charlie escreve várias cartas para um amigo nunca identificado, contando sobre como foi entrar no ensino médio e conhecer Patrick e Sam. Nunca fica claro se ele chega a enviar essas cartas, mas ele nunca revela seu endereço.

Na verdade, não é possível descobrir se Charlie é o nome verdadeiro do personagem ou inclusive, se as situações narradas ao longo do livro de fato aconteceram com o protagonista. Mas apesar dessa dualidade, vale a experiência de leitura. Entretanto, recomendo ler o livro e ver o filme, pois as duas narrativas se complementam. Eu particularmente, só consegui compreender todo o contexto da histórias após ver o filme e ler o livro.

Não quero falar muito sobre a narrativa, fiquem a vontade de conhece-la e destrinchá-la da melhor forma que acharem que deve. “As Vantagens de ser invisível” foi responsável por popularizar duas frases que eu particularmente adoro. “We are infinit” (“Nós somos infinitos) quer recomendo conhecer a história para entender o contexto, e convido-os a se sentirem infinitos também. E da famosa“Nós aceitamos o amor que achamos que merecemos”. Autoexplicativa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s