Bienal de Minas Gerais – Dia 1

No dia 14 de Novembro deu inicio a tão aguardada Bienal do Livro de Minas Gerais. Eu tive a oportunidade de ir na Bienal e achei o espaço muito melhor do que esperava. Há muitos livros com preços bons, basta saber procurar.
Apesar de algumas pessoas terem reclamado, penso que o primeiro dia da Bienal ocorreu melhor do que o imaginado. Apesar de alguns estandes ainda estarem um pouco bagunçados, foi possível andar e conhecer os espaços onde acontecerão os eventos.

Às 8 horas, pude participar de um bate papo com o jornalista Zeca Camargo, que foi convidado para ler e falar de Ariano Suassuna, autor de vários livros, dentre eles, “O auto da Compadecida”. Ele não delongou na sua fala, apesar de ter conversado mais ou menos uma hora sobre o autor, literatura e um pouco sobre a profissão de jornalismo. Zeca Camargo escolheu três obras de Suassuna para ler, o próprio “O auto da Compadecida”; “Pedra do Reino” e uma seleta de contos do autor.

IMG_3516

Como estudante de jornalismo, vi esta como uma oportunidade única. Os diálogos e discursões promovidas por Camargo me levou a pensar que estou mesmo no caminho certo, e a querer escrever mais e mais cada dia. Sobre Suassuna, ele se sentiu honrado de estar representando tal papel, “tudo isso faz parte de um universo lindíssimo que fui convidado a contar”, diz o jornalista que não escondeu sua paixão pelo autor, relatando suas experiências com muito bom humor.

Ao falar de literatura em geral, Zeca Camargo se mostrou um apaixonado, e contou que está descobrindo a literatura latino americana, recomendando a todos, alguns títulos e autores, além dos clássicos Gabriel Garcia Marques e Pablo Neruda, e o argentino Hernan Ronsino. (Confira mais abaixo a lista de alguns títulos que o Jornalista indicou).

Me senti realizada ao fazer uma pergunta no qual Camargo elogiou. Sou amante de literatura como todos aqui sabem, mas venho tentando conhecer novos títulos e novas maneiras de escrever. Então resolvi questionar quais livros ele indicaria para quem está começando o jornalismo. Eu simplesmente adorei sua resposta. Conforme o jornalista respondeu à pergunta, penso que só escrevemos bem quando lemos muito. Ele indicou então obras de não ficção em geral, e também os textos do Caco Barcellos.

Alguns títulos indicados por Zeca Camargo:

– O Pintassilgo

– Minha Vida

– Mar de Papoulas / Rio de Fumaça

– A viagem de volta ao redor do meu quarto

-A livraria 24 horas do senhor Penumbra

-1004

– O que é o que

Débora Assis, Zeca Camargo e Eu

Para aqueles que terão oportunidade de visitar a Bienal, indico que prestem atenção nos horários das personalidades que querem conhecer, e também que pesquisem onde está mais barato o livro que tem pretensão de adquirir. E lembre-se, nossa Bienal está apenas na IV edição, está mais completa e cada vez buscam melhorar, mas ela ainda é uma principiante, e por isso, não se deve compara-la com a de São Paulo ou Rio de Janeiro.

Contarei mais sobre essa minha experiência ao longo da semana. Espero que vocês gostem.

Anúncios

Um pensamento sobre “Bienal de Minas Gerais – Dia 1

  1. Juhh! Que prazer passear pela Bienal com você! Me senti assim ☺ passeando, me divertindo, escutando o Zeca e interagindo, pesquisando, cantando, sorrindo😀 Parabéns!!! você mostrou muita coisa boa e estamos esperando mais hoje. Se der, mostre um pouco das novidades infantis e dos comics, Migui adora!Beijos gigantes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s